glossário do esquema conceitual do possível serdual - fim dos tempos

Fim dos Tempos

“Se fosse proibido desejar os bens dos outros, e isto passasse mesmo a ser cumprido com o fim cristão das ambições, o capitalismo estaria seriamente comprometido e, desta forma, todo o sistema, pois não haveria mais pecados e, portanto, pecadores, visto que não teria mais a inveja e, por isso, a justiça seria viável e totalmente estabelecida naturalmente, pois ninguém atentaria contra o bem alheio, sem mais roubos, assaltos ou negociatas políticas – um mundo sem crimes. E, por fim, para que espírito? Seria dispensável. E logo tudo ruiria e o fim estaria realmente próximo: seria o fim dos tempos.

.

Sem a necessidade da justiça e nem de promotores do perdão, as instituições religiosas e governamentais perderiam suas funcionalidades primeiras, colocando os contratos sociais em caducidade. Por isso que a obsessão espiritual, seja cristão ou não, proíbe, mas sem realmente proibir, a partir da impossibilidade simbólica. E assim fica assegurada a “existência” do espírito obsessor.

.

O sistema está formado apenas para promover e administrar as ameaças, e não as impossibilidades simbólicas, que são combatidas apenas superficialmente, até que faça dela um novo produto, que vira uma oportunidade. O sistema, para se perpetuar, não apenas precisa das ameaças como também depende totalmente destas. O que seria de deus sem o diabo? Se os satanistas percebessem que estão, na verdade, a serviço de deus, ao servirem ao diabo, se converteriam imediatamente, para melhor servirem ao inominado. E talvez seja exatamente isto que nos possa explicar muitas das coisas que acontecem nas religiões, mas apenas especulativamente, embora de forma venenosamente provocativa, confesso. “Impossível” evitar. A análise da conceituação do impossível, aqui, será por sua conta.

.

Algumas impossibilidades reais podem até mesmo existirem como a tão imaginada onsciência humana, que é radicalmente declarada como uma impossibilidade real na obsessão coletiva cristã, pois é um atributo dela própria, da superioridade estritamente divina. Tudo o que será qualidade exclusiva do espírito obsessor sempre será uma impossibilidade real, portanto. E como sair desta “sinuca de bico”?… ” (em O Guia Cínico e Selvagem dos Jogos da Vida, Cap. XIV)

Fim dos tempos: Conteúdo Protegido.

Deixe um comentário

X