glossário do esquema conceitual do possível serdual - modo de existir

Modo de Existir

O modo de existir é a parte transcendente da quarta esfera do esquema conceitual do possível.

O modo de existir, por vezes discretamente platónico, pode ser comparado à existência heideggeriana, intelectualizada e voltada para além do próprio eu estrutural, em potências ilimitadas que levarão a estados temporais capazes de maior aproximação rumo às possibilidades e, por isso, o estado ou ato em que se encontra é objeto de ultrapassagem. Este modo já não é apenas de um corpo estrutural, pois não se sacia assim e nem se conforma em ser apenas isto, pois é um modo em que a alma quer ultrapassar a prisão espacial ao subverter a linearidade do tempo, e que se faz capaz de se rejuvenescer com o passar deste. Enquanto o corpo do ser se deteriora estruturalmente, a existência aflora e se expande em perspetivas ilimitadas.

É no modo de existir que a batalha da existência se dá, entre passado, presente e futuro, o devir deixa de ser uma prisão e passa a ser uma mera referência. Por isso, e por vezes, há uma desconexão com a realidade, e a perspetiva construída passa a ser o próprio universo a decorrer com sua vida própria, mesmo que com pontos de conexões comuns a todos os demais existentes. O modo de existir é a própria universalidade formada e percebida, que tanto pode ser uma libertação quanto uma prisão ainda mais poderosa, de acordo com as questões que sejam feitas, pois é neste modo que estão todas as possibilidades mais próximas e sedutoramente influentes pelo espírito.” (eO Guia Cínico e Selvagem dos Jogos da Vida, Cap. VI)

Conteúdo Protegido.

Deixe um comentário

X